Um pouco de história

un_poco_de_historia

Um pouco de história

Um pouco de história

1997. Criação da Enerfín. Participação no parque eólico de Malpica, na Galícia, de 16 MW.

1998-2002. Construção e implementação de 150 MW em Navarra e dos parques eólicos de Páramo de Poza (100 MW), em Burgos. 

2004. Início das operações dos parques eólicos de Aerosur (Cádiz), totalizando 54,4 MW. 

2005. Implementação do complexo eólico Faro-Farelo de 128 MW, na Galícia, o maior parque eólico da Europa naquele momento.

2006. Início das operações do primeiro projeto internacional no Rio Grande do Sul (Brasil), de 150 MW, posteriormente ampliado em várias fases. Transformou-se no maior complexo eólico da Ibero-América.

2009. Início das operações dos parques eólicos Villanueva I e II (67 MW), primeiros Projetos da Enerfín na Comunidade Valenciana.

2010-2012. Desenvolvimento e implementação dos parques eólicos de Palmares, Litoral, Lagoa e Rosário, no Rio Grande do Sul (Brasil), com 172 MW.

2013. Consolidação da atividade internacional da Enerfín com o início das operações do parque eólico de L'Érable, de 100 MW, em Québec (Canadá). 

2014. Implementação dos parques eólicos Índios 2 e 3, no Rio Grande do Sul (Brasil) completando o complexo eólico Ósorio-Palmares, de 375 MW.

2015. Início das atividades, como operador e mantenedor de aerogeradores (O&M) nos parques eólicos de Páramo de Poza. 

2017. Repotenciação do primeiro parque eólico de Malpica, depois de 20 anos de operação, com a instalação de 7 aerogeradores em substituição dos 69 anteriores. 

2019. Implementação de um projeto de P&D&I de armazenamento de energia nos parques de Navarra, que integra uma bateria com um sistema de otimização de gestão da energia em tempo real. 

2020. Início das operações do parque eólico Cofrentes, de 50 MW, em Valência. 

Início da operação comercial dos parques eólicos São Fernando I, II e III, com 173 MW, no Rio Grande do Norte (Brasil).

Ampliação das atividades para outras tecnologias renováveis: projetos fotovoltaicos e de hibridação eólica – fotovoltaica.

2021. Finalização da construção do complexo eólico no Rio Grande do Norte (Brasil), com a implementação do último parque, São Fernando 4, de 83 MW.

Contratação do fornecimento de aerogeradores para os parques eólicos de Ribera de Navarra, de 139 MW.

Aprovação para o início da atividade comercializadora de energia eléctrica na Espanha. 

Consolidação administrativa da concessão portuária para a implantação do primeiro projeto de Hidrogênio Verde da Enerfín na Espanha.